Zermatt nos Alpes Suiços

 Talvez você nunca tenha ouvido falar em Zermatt ou no Matterhorn, mas com certeza conhece o Toblerone (chocolate suíço conhecido no mundo inteiro) e a montanha desenhada lá é o Matterhorn, a montanha + fotografada do mundo.

 

A cidade mais próxima dessa montanha é Zermatt, um pequeno vilarejo super charmoso, onde os carros são proibidos, só circulam pequenos taxis elétricos e carruagens. Deixamos nosso carro num estacionamento na cidade visinha Täsch (15Fr, uns 60R$ a diária) e chegamos aqui de trem, antes de chegar passamos por baixo dos Alpes Suiços com um trem para carros! Nunca tinha visto um trem assim.

 

 

 

No trem indo de Täsch para Zermatt
No trem indo de Täsch para Zermatt
Trem para carros (para passar debaixo dos Alpes Suiços)
Trem para carros (para passar debaixo dos Alpes Suiços)

Zermatt me surpreendeu muito! Moro na Suiça a 11 anos e já tinha ouvido falar de Zermatt, mas não sabia que era tão linda! Tem tudo que se espera de uma cidade nos Alpes Suiça: neve, chalés, fondue, lareira nos hotéis, restaurantes, casas... Fiquei encantada!

 

Bar e Restaurante Cervo
Bar e Restaurante Cervo

 

 

Logo que chegamos, demos um giro pela cidade e fomos logo na parte alta ver a vista de lá, depois tomamos um chocolate quente no Bar e Restaurante Cervo, onde muita gente que esquia vem fazer o “Aprè Ski”

(ou pós esqui), comer e beber algo. O restaurante é legal com DJ e a vista é maravilhosa!

 

Vista da parte alta da cidade (perto do Restaurante Cervo)
Vista da parte alta da cidade (perto do Restaurante Cervo)

Zermatt se transformou nessa cidade super turística, graças a um horrível acidente com alpinistas, onde 4 dos 5 alpinistas morreram e por incrível que parece essa montanha virou o “sonho” de qualquer alpinista no mundo.

 

Claro que nem só de alpinismo, vive a cidade, também virou uma famosa estação de esqui. Mas pra quem não pratica alpinismo, nem esquia (como eu) vale a pena conhecer a cidade, é um charme!

 

 

Até pouco tempo atrás dava para tirar foto com os São Bernardos, que são cachorros típicos das montanhas suíças, antes especializados em salvamentos na neve. Mas agora eles proibiram os cachorros e os turistas não podem + tirar aquela foto típica pra levar pra casa!

 

Aqui tem + passeios para fazer, mas pela falta de tempo, não fizemos:

 

-Gornergrat, um outro ponto pra observar o Matterhorn (82Fr para subir);

 

-Glacier Palast, um “palácio de gelo” com esculturas feitas de gelo (100Fr para subir até lá e mais 8Fr para entrar);

 

 -Iglu Dorf no inverno, um hotel de neve (70Fr para subir até lá), tenho um post sobre ele aqui no blog;

 

-Klein Matterhorn (100Fr para subir).

 

Vista do Hotel Omnia
Vista do Hotel Omnia

 

 

É maravilhoso circular por Zermett, ver a parte antiga da cidade, onde alguns chalés tem 400 anos.

 

E ao anoitecer o melhor ponto para observar a cidade é no Hotel Omnia, a vista lá de cima é linda!

 

Nos hospedamos no Budget Rooms Hotel (que divide o prédio com o Best Wester Hotel), a diária para nós 4 custou 320Fr (certa de 1.200R$) incluindo o café da manhã, o hotel é simples e bem localizado tem piscina aquecida e hidromassagem.

 

Nosso hotel
Nosso hotel

Voltando para casa (moramos em St. Gallen) passamos pelo Blausee, um lago lindoooo, em Bern Oberland! Valeu a pena parar lá e observar a paisagem.

 

Blausee
Blausee